quarta-feira, outubro 31, 2007

Associação Livre realiza ciclo de cinema ao ar livre nesta sexta e sábado na Concha Acústica



Pela primeira vez em Londrina será exibida a coleção completa dos premiados filmes do Projeto Juro que Vi. As exibições dos filmes que contam em desenho animado as lendas brasileiras são do Cinemanima, evento que acontece em vários pontos da cidade

A Associação Livre* iniciou nesta segunda-feira na zona rural de Londrina o ciclo de exibição gratuita de animações Cinemanima. Alunos da Escola Municipal Egydio Terziotti do Patrimônio Regina assistiram aos filmes do Projeto Juro que Vi, série de desenhos animados produzidos pela MULTIRIO (Empresa Municipal de Multimeios da Prefeitura do Rio de Janeiro).

Os curtas-metragens revelam a riqueza do folclore brasileiro e a capacidade de ser reinventado a cada transmissão oral. A criação dos filmes é feita em parceria de profissionais do cinema e alunos de escolas municipais do Rio de Janeiro.

O filme do projeto Juro que Vi “O Curupira”, vencedor do prêmio de melhor Animação Brasileira de júri popular do Festival Anima Mundi, melhor Animação e Direção no Cine PE Festival do Audiovisual, e melhor filme no Amazon Festival pode ser visto aqui .

Também fazem parte do Cinemanima “Iara”, “O Boto” e “Matinta Pereira”, que acaba de levar os prêmios de melhor cenografia e melhor trilha sonora no Festival de Animação de Gramado.Os curtas foram exibidos nesta terça no gramado do Centro de Ciências Humanas (CLCH) da UEL e podem ser vistos às 20h desta sexta-feira na Concha Acústica.

Realizado pela Associação Livre com apoio institucional do Centro de Documentação e Pesquisa História (CDPH/UEL), Ilustres Idéias (PROMIC), Secretaria de Cultura de Londrina e Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro/MULTIRIO, o Cinemanima, que está na programação da 5ª. Mostra Ilustres Idéias, pretende difundir o cinema de animação na cidade. O evento gratuito quer levar a públicos que dificilmente têm acesso a esta linguagem filmes em animações de qualidade para mostrar que há ótimos animadores no País e que é possível fazer cinema de forma criativa e estimulante sem muitos recursos.

Programação do Cinemanima

2/11 Juro que Vi na Concha Acústica, às 20h

3/11 Animações nacionais e Internacionais na Concha Acústica, às 20h

6/11 Animações nacionais e Internacionais no gramado do CLCH/UEL, às 20h

7/11 Juro que Vi no Patrimônio Selva, às 14h

8/11 Juro que Vi no Centro Cultural da Zona Norte, às 15h30

9/11 Juro que Vi no Patrimônio Espírito Santo, às 9h45

* Fazem parte da Associação Livre Gabriela Canale, artista plástica e jornalista, Guilherme Baracat, designer e animador, Lara Haddad, arte-educadora e artista plástica e Regina Egger Pazzanese, produtora e historiadora.

quinta-feira, outubro 04, 2007

RE(DE)GENERE




Vídeo que integra a arte instalação da Associação Livre para o evento “Memórias do Nazismo: 70 anos da Exposição Entartete Kunst (Arte Degenerada)”, ocorrido na Universidade Estadual de Londrina, semana passada.